• Entrada
  • A escola
  • Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação

1. A Proposta Educativa da Escola Salesiana (PEES) aponta para uma educação integral. Isto significa que, durante a vigência do Projeto Educativo, esta Proposta vai ser dada a conhecer a todos quantos fazem parte da comunidade educativa.
2. A colocação do educando no centro do ato educativo é uma forma de ver todo o processo educativo. Por isso, tudo quanto na Escola se faz tem como critério fundamental a satisfação do aluno nas suas necessidades educativas e formativas como homem ou mulher, como membro da sociedade civil e da Igreja.
3. A dimensão educativo-cultural, assegurando o acesso de todos ao conhecimento, torna o jovem protagonista da própria vida, capaz de se abrir a Deus e de assimilar criticamente a cultura e fazer um discernimento ético, segundo uma visão cristã do mundo, da vida e da cultura.
4. A dimensão da evangelização e da catequese proporciona ao jovem uma das dimensões mais importantes de todo o sistema preventivo salesiano: a relação pessoal com Deus.
5. A dimensão associativa prepara os jovens, desde os bancos da escola, para a sua participação ativa e comprometida nos grupos e para o seu envolvimento pessoal nas instituições sociais e políticas, que contribuem para a construção e o desenvolvimento social.
6. A dimensão vocacional dá sentido à vida dos jovens. Desperta o coração de cada jovem para a novidade evangélica e promove valores que superam o cumprimento quotidiano dos próprios deveres. Propõem, então, a sua entrega generosa a projetos de maior empenho e dedicação singular, como Dom Bosco, aos jovens mais pobres.
7. A preocupação humanista, cristã e salesiana, que visa a formação integral dos jovens, com um excelente critério de avaliação, sobretudo de valor mediato ou a longo prazo.
8. As convicções da antropologia cristã, que estão na base motivadora da preocupação educativa e evangelizadora, são as que lhe dão consistência. A passagem dos valores que estão na base motivadora do projeto pedagógico salesiano, e que são operacionalizados no quotidiano da ação educativa e evangelizadora, é, com certeza, um outro critério de avaliação.

Imprimir Email