QUEM SOMOS…

Os primeiros Salesianos
Os Salesianos entraram, pela primeira vez, na Ilha de São Nicolau, em 1943. Alojados no seminário, na vila de Ribeira Brava, os seis salesianos (três sacerdotes e três irmãos) dirigidos pelo Padre Francisco Leite Pereira, fundaram um Oratório Festivo, frequentado por centenas de jovens, que contribuiu para a dignificação dessa população de S. Nicolau, tornando-a mais sensível aos valores do Espírito. Em 1954, transferiram-se para a ilha de São Vicente a pedido do bispo da Diocese, D. Faustino Moreira dos Santos.

Início das actividades

Ocupando as instalações do antigo Hospital Militar, depois das obras de adaptação do edifício, iniciaram o primeiro ciclo e as oficinas de marcenaria, sapataria e alfaiataria para internos e externos. A Escola, com a finalidade de preparar os jovens para o futuro tendo em vista o desenvolvimento pessoal e o progresso da ilha de S. Vicente e oferecer formação humana e cristã aos jovens, dava os primeiros passos e crescia graças ao intenso trabalho de seus fundadores.
Em 1961, a ilha de S. Vicente foi abençoada com a inauguração da igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, solenemente inaugurada com a presença do provincial, Padre Armando Monteiro, num clima de profunda religiosidade e que terminou com um concerto de música dado pela Banda da Escola para o povo de S. Vicente.
Em 1966, foi aberto um lar para estudantes destinado aos jovens das diversas ilhas que, por escassez de estabelecimento de ensino e por falta de recursos financeiros, não podiam continuar os seus estudos nas respetivas ilhas. Do lar saíram muitos jovens, hoje bem colocados na sociedade, quer no país quer no estrangeiro.

Em 1990, a Alemanha financiou em 75% a construção e apetrechamento das oficinas destinadas à Formação Profissional. Hoje, essas oficinas apetrechadas com máquinas modernas, deram a muitos jovens possibilidades de colocação na vida com dignidade.
Em 1993, o Presidente da República António Mascarenhas Monteiro, em nome dos cabo-verdianos, atribuiu a medalha de mérito de primeira classe aos Salesianos como reconhecimento pelo trabalho que têm vindo a desenvolver no campo do ensino, na educação da juventude e na evangelização. Além das atividades enumeradas, os Salesianos deram sempre muita importância à Música, ao Teatro, ao Oratório Festivo, ao Desporto, à Ocupação dos Tempos Livres, etc.

Imprimir Email